28 de fev de 2014

“Se não ler, irá saber pela boca alheia”


Por Omégeni Ramos


Poder Executivo

Já passou da hora do prefeito Jean Mendonça “tirar o pé do chão”. A não realização do carnaval 2014 foi uma notinha azul (ponto positivo) em seu boletim como gestor, pois estava cheio de notas vermelhas.

Tenho fé e acredito que irá fazer “Uma nova história”, sei que está sendo uma experiência inexplicável estar à frente do executivo, mas como disse acima, já passou da hora de começar “Uma nova história”. 2013 foi um ano de aprendizado, mas 2014 é ano de colocar em prática.

O que ouço é que o vossa excelência “nada sabe, nada resolve e nada manda”.Espero ouvir essa frase com outros dizeres em um futuro próximo.

Poder Legislativo

Se os acusados da suposta prática do crime de concussão forem julgados culpados pelo crime citado, então é preciso pagar perante a lei, mas muitas surpresas ainda estão por vir.

Algo ainda está inexplicável, pois o nome do vereador Rodnei Pedroso nem aparece no relatório final da investigação datado em 06 de Agosto do ano de 2013.

O Relator da Comissão de Investigação e Processante votou pela cassação do Vereador Maicon Miyabara, mas em seu relatório disse que não havia indícios do envolvimento de Maicon.

Está no poder

Eu esperava mais dos vereadores que assumiram, pois até o momento não consigo dizer: “esses estão fazendo a diferença”. Só posso dizer que em sessão extraordinária, foram a favor do aumento do IPTU no final do ano de 2013.

Explicações sobre reforma do Ana Neta

O Secretário de Planejamento João Ligeiro, o Secretário de Saúde Sylvio de Paula, participaram da sessão na última segunda feira (24), a convite do vereador Irineu para esclarecimentos sobre a reforma do Ana Neta.

Achei engraçado quando o vereador Bozo disse “ou eu sou burro, ou eu não estou entendendo nada” referindo-se às explicações feitas pelo Secretário de Planejamento.

Digo a você Bozo, até mesmo eu que procuro prestar atenção, não entendi nada e cheguei à conclusão que como sempre falaram o que querem que as pessoas saibam.

Algo que ficou bem esclarecido foi quando a Promotora de Justiça, Dr Marcília Ferreira fez uso da palavra e disse que o processo de reforma do hospital vem se arrastando desde o ano 2004 ou 2005 e que o MP sempre acompanhou, inclusive movendo ação civil pública contra o município.

Não preciso colocar todos os dizeres em sua íntegra, mas para quem esteve presente, ficou óbvio ao ouvir a representante do MP que, está dependendo apenas do poder executivo para o início da reforma.

É válido deixar registrado que muitas coisas ainda podem acontecer no futuro envolvendo essa reforma, algo que teremos muito tempo para comentarmos.

Primeiro escalão

Entendo que existe alguém que põe gasolina em seu próprio rabo de pavão e fogo no rabo dos outros, depois fica desfilando por perto, como se fosse um esquilo.

Desabafo: nível 100%.  No texto abaixo foi usado apenas 03%

Um velho amigo, quando estava “revoltado” com os políticos de nossa querida Pimenta Bueno, transformava as suas emoções em textos bombásticos que abalavam os neurônios dos que estavam na época sendo os representantes legítimos do povo.

Ele não está mais entre nós, mas a palhaçada por parte de alguns parlamentares continua do mesmo jeito, como se a imprensa tivesse a obrigação de fazer o marketing deles ou mais ainda, omitir fatos que para eles possam ser politicamente negativos.

Recentemente vi uma frase na rede social que dizia: É melhor ter um cachorro amigo do que ter um amigo cachorro.

Pensei em uma frase quase igual e que serve para a sociedade: E melhor ter um cachorro amigo do que um falso político nos representando, pois alguns deveriam ser contratados pelos melhores diretores de filmes em Hollywoodhaja vista serem tremendos atores.

No final do ano de 2013, alguém que representa o povo pimentense no Poder Legislativo me chamou em seu gabinete e me elogiou por não ter dado publicidade na matéria que foi postada em um site de notícia da cidade do estado de Rondônia, cujo nome é de um minério precioso mais o antônimo de branco.

Foi noticiado que um familiar dessa pessoa que nos representa se envolveu em um acidente e teve que ser conduzido até a delegacia, pois estava supostamente embriagado. Por incrível que pareça na época eu não tinha conhecimento dessa notícia, mas um site de Pimenta Bueno a reproduziu, porém cerca de uma semana após o fato.

Emprestei meus ouvidos para ouvir as lamentações e reclamações dessa pessoa que nos representa e por incrível que pareça fui elogiado por não ter dado a publicidade. Deixei bem claro que não fomentei a notícia, pois só tive conhecimento pela boca da própria pessoa que se lamentava. Disse que já havia passado vários dias do fato, mas caso eu tivesse dado tal publicidade, não a removeria.

Disse-me que era sacanagem do outro site ter postado a notícia envolvendo o familiar dela. Ligou para alguém do site que havia postado a notícia, fez suas lamentações e pediu para retirarem a matéria, pois prejudicaria a imagem da digníssima.

Recentemente escrevi uma notícia que, por ironia do destino envolveu essa  pessoa pública.

Comentários chegaram aos meus ouvidos que essa pessoa falou pelos cantos que eu não era amigo dela, pois eu havia dado publicidade a um fato que a envolveu.

Até agora estou sem entender; quando eu não reproduzi a matéria envolvendo um familiar eu era um amigo verdadeiro, mas quando eu noticiei um fato envolvendo a autoridade pública eu deixei de ser amigo?

Imaginem então se eu fosse um daqueles jornalistas sensacionalistas e tivesse feito uma retrospectiva de fatos como, por exemplo:

No início de seu mandato, essa mesma vereadora, foi à única que votou contra o aumento de três para seis meses da licença maternidade para as servidoras públicas e “bateu o pé” dizendo que estava certa do que estava fazendo.

No final do ano de 2013 em sessão extraordinária, essa parlamentar foi uma das que votou favorável para o aumento do IPTU.

Essa vereadora gostou de participar das viagens que lhe rendem um extra, (diárias), tanto é que sempre que disponível uma vaga, segue no “trem da alegria” com destino a Porto Velho ou Brasília.

É notório que a parlamentar ainda não entendeu que é uma pessoa pública e está sujeita a ser mídia, independente de o fato ser favorável ou negativo.


Até a próxima

19 de fev de 2014

Nós respeitamos a sinalização de trânsito em outras cidades, então é óbvio que podemos respeitar na nossa!


Por: Omégeni Ramos

Quando um condutor de veículo, morador no município de Pimenta Bueno se desloca para outra cidade, seja ela no estado de Rondônia ou qualquer outra no Brasil, tenho certeza que procura respeitar às sinalizações de trânsito.

Qual será a dificuldade para respeitar as sinalizações de trânsito em Pimenta Bueno?
Será que tudo só começa a funcionar na base da “canetada”?

Uma coisa é certa, com sinalização ou sem sinalização, a imprudência sempre vai “fala mais alto”.


Se fizermos a nossa parte, tenho certeza que poderemos fazer a diferença no estado, quanto às estatísticas nos números de acidentes.

18 de fev de 2014

“Se não ler, irá saber pela boca alheia”

Por Omégeni Ramos

Foi realizada na noite desta segunda-feira (17), na Câmara Municipal de Pimenta Bueno, a primeira sessão ordinária do ano de 2014.

O “descaso” da atual administração para com o município de Pimenta Bueno e comunidade foram levantados pelos vereados José Irineu (PT), Bozo (PSB) e Elias Josias (PSB) que fizeram uso da tribuna.

No ano de 2013, antes da sessão de julgamento dos vereadores Celso Bueno (PSB), Rodnei Pedroso (PMDB), Maicon Miyabara (PTB) e Dener Dias (PTB) alguns vereadores se manifestavam frequentemente na “defesa” do prefeito, mas nessa primeira sessão do ano de 2014, nenhum vereador se manifestou para relatar algo que a atual administração possa fazer para Pimenta Bueno. Será que os calados não vão querer aparecer na foto se a história começar a mudar?

Nessa primeira sessão ordinária ficou bem óbvio que o prefeito Jean Mendonça está no descrédito, pois se tem base política na câmara, ela está oculta, pelo menos momentaneamente.

Na política é assim: aliados somente na alegria, pois na “tristeza” eu “tiro o chapéu” para o vereador Bozo que honrou sua palavra no processo referente aos acusados da suposta prática do crime de concussão, tanto em voto secreto quanto em voto aberto.

Juntos, aprenderemos mais sobre o “jogo” político em período eleitoral e possíveis alianças nos próximos textos, até porque ainda é início de 2014 e os quatro vereadores cassados são fortes lideranças.

Sabemos que vários nomes de nossa cidade serão candidatos a uma vaga na assembleia legislativa. Vocês acham que essas lideranças não serão procuradas para apoiar o candidato X ou Y?

Eu já vi aqui em Pimenta Bueno, candidato B dizendo que se estivesse junto com o deputado K no mesmo palanque, poderiam separar que era briga. Imaginem quais as duas pessoas que eu vi no mesmo palanque em um comício? O B e K, e podem ter certeza que não era briga!

Sei não, acho que alguns estão se precipitando, mas como a boa parte do povo se esquece de fatos, nem irão notar quem estará de mãos dadas nos palanques nessas eleições de 2014. Só Deus sabe o futuro, vamos aguardar para ver.

Essa primeira sessão ordinária do ano de 2014, foi presidida pela vereadora Scheilla Cassol (PROS), parlamentar denunciante no processo que levou a cassação de quatro vereadores, os quais possivelmente podem retornar.

O nome da parlamentar é cogitado para disputar uma vaga na câmara dos deputados federais. Recentemente a vereadora soltou o verbo sobre o descaso da administração atual. A notícia foi manchete em vários veículos de comunicação em todo o estado de Rondônia.

Nessa primeira sessão ordinária, não estavam presentes os vereadores Paulo Adail – PMDB (presidente da câmara) e Henrique Sanches – PMDB.

Para finalizar, afirmo que os quatro vereadores acusados da suposta prática do crime de concussão são fortes lideranças.

Quais serão os candidatos que irão buscar o apoio dos mesmos nas eleições desse ano?





11 de fev de 2014

“Se não ler, irá saber pela boca alheia”.

Por Omégeni Ramos
 
Vereadores acusados podem voltar ao cargo.
 
Sabemos que o silêncio é apenas uma “arma” para que alguns fatos caiam no esquecimento. Tudo parece estar quieto, mas saibam que os vereadores acusados da suposta prática do crime de concussão podem voltar a qualquer momento.  Os parlamentares não pararam de mexer os “pauzinhos” (buscar seus direitos).
 
“Podemos até perder na justiça aqui em Pimenta Bueno, mas dessa vez, caso “suba” para Porto Velho, a perda é quase impossível” disse um dos vereadores para esse jornalista.
 
Operação Hígia.
 
Ainda falando em vereadores cassados, tem vereador que também está pedindo todas as gravações usadas em desfavor dos mesmos, mas dessa vez, na integra.
 
Um dos vereadores acusados disse que, com essas gravações em mãos, a população de Pimenta Bueno irá se surpreender com os personagens que nelas podem aparecer.
 
Eleições 2014 - I
Que “coelho” ele vai tirar da cartola?
 
O líder do Governo, deputado estadual Kaká Mendonça (PTB) é um “mestre” em articulações e estratégias políticas, tanto é que está no “poder” até hoje.
 
Todos querem saber qual é o nome que o deputado vai apoiar nessas eleições do ano de 2014. Será o de sua genitora, filiada no Partido Ecológico Nacional - PEN?
 
Será o irmão, prefeito Jean Mendonça? Se for Jean, ainda está no prazo, pois ele pode renunciar o mandato até seis meses antes do pleito eleitoral.
 
O atual prefeito pode ser uma hipótese, haja vista que várias obras se iniciarão nos próximos dias. A conclusão só o futuro nos mostrará, mas o início todos poderão ver. Sabe como é, “O que os olhos enxergam, é o que mente de muitos lembra na hora do voto”.
 
Eleições 2014 - II
 
Cleiton Roque do PSB nunca negou que irá colocar seu nome a apreciação do povo rondoniense para disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. Cleiton  teve pouco mais de 6.000 votos quando disputou ao cargo de prefeito no município de Pimenta Bueno nas eleições que ocorreram no ano de 2012.
 
Hoje é Secretário Adjunto de Assuntos Estratégicos do Governo, está viajando por todo o estado de Rondônia firmando alianças e fortalecendo o partido. O jovem de Pimenta Bueno está visitando cerca de cinco municípios por semana.
 
Outro fator que pode garantir uma vaga para Cleiton Roque, é que na Capital do estado de Rondônia, Porto Velho, uma parte do grupo do atual prefeito, Mauro Nazif (PSB), vai apoiá-lo.
 
Eleições 2014 - III
 
Scheilla Cassol, um nome de Pimenta Bueno que pode ser bem sucedido na disputa por uma vaga na bancada federal, sendo candidata ao cargo de deputada federal.
 
Scheilla demonstrou ser uma vereadora de coragem ao ser denunciante no caso envolvendo os quatro vereadores acusados da suposta prática do crime de concussão. A parlamentar teve vários projetos aprovados nesse início de mandato, também votou contrario aos 12% de aumento do IPTU que foi colocado em pauta e aprovado em sessão extraordinária realizada no final do ano de 2013.
 
Atualmente, Scheilla Cassol está filiada no Partido Republicano da Ordem Social – PROS.  
 
Eleições 2014 – IV
 
O vereador Bozo também pode ser um nome de Pimenta Bueno a disputar uma vaga de deputado federal.
 
Desde o início de seu mandato sempre foi considerado o “vereador do povo”, mas ao votar a favor da absolvição dos vereadores acusados da suposta prática do crime de concussão, parece que as coisas mudaram, e para alguns não seria mais o “vereador do povo”. Vamos aguardar!
 
Eleições 2014 – V
 
As alianças sempre irão existir, pois na política não existem amigos e muito menos inimigos, o que existe na verdade é a intenção de estar no poder ou se manter.
 
Quantos e quantos casos já foram constatados de políticos que “brigam como inimigos” e em fazem aliança política em período eleitoral. Isso é fato!
 
Na mente da maioria dos eleitores resta apenas a dúvida:
 
Ilustração do pensamento de um eleitor; “Não entendo mais nada, o fulano era inimigo do ciclano e agora estão de mãos dadas pedindo votos, e um defendendo o outro”.
 
BOMBA!!!!!
 
Um jornalista não precisa citar a fonte, mas acredite quem quiser, em uma reunião de bastidores, foi oferecida a Secretaria de Saúde do município de Pimenta Bueno, para um dos vereadores acusados da suposta prática do crime de concussão, com direito a assumir já agora nesse mês de fevereiro, quatro pessoas participaram dessa reunião, sendo que duas seriam do primeiro escalão da administração atual.  E agora, quem poderá nos ajudar?  
 
Relaxem, tudo isso faz e sempre fará parte do mundo político.
 
Até a próxima.