20 de jun de 2012

Viaturas - Administração estadual começa a envergonhar Pimenta Bueno


Não está sendo fácil para os policiais da cidade de Pimenta Bueno, interior do estado de Rondônia, trabalhar, pois parece que o Governador possivelmente não está preocupado e muito menos o secretário estadual de segurança pública.

Ai eu pergunto: se possivelmente nem governador e muito menos o Secretário estadual de Segurança estão preocupados; você acha que a empresa terceirizada responsável pelas viaturas está?

Se está ou não está, eu não sei, só sei que a cidade precisa de policiamento, mas como fazer se a atual administração estadual não está dando suporte?

Mandaram caminhão guincho recolher as viaturas que estavam com documentação irregular, na teoria seriam retiradas de circulação, mas sei não hein, acho que foi simplesmente marketing.

Em minha opinião essas viaturas só foram remanejadas para alguma outra cidade do interior com menos flash de câmeras de jornalistas.

Estou pensando em dar uma volta na cidade de São Felipe do Oeste, pois recebi denúncia anônima que uma está lá e a outra está em Primavera de Rondônia, mas sabe como é denúncia anônima, de repente pode ser trote.

Só sei que a vergonha, em minha opinião, é para a administração estadual que está colocando a instituição militar como motivo de chacota a nível nacional.

Como se não bastasse o exemplo negativo que aconteceu nos últimos meses envolvendo uma secretaria estadual, agora parece que possivelmente haverá outro, haja visto que os sintomas já estamos vendo aqui no interior.

É por isso que nosso estado fica conhecido negativamente a nível nacional, será preciso fazer protesto para que o governo pressione a empresa que terceirizou os trabalhos das viaturas militares regularizar a documentação das mesmas?


Omégeni Ramos

Capitão Nascimento, esporte e política por Omégeni Ramos


Na política você pode ter certeza que não vai acontecer como no filme Tropa de Elite, no qual ator Wagner Moura, interpreta o famoso Capitão Nascimento (policial considerado "incorruptível" pelos seus pares), usa a frase: “Pede pra sair!”.

Parece que aconteceram ontem as eleições do ano de 2008, ano em que nós, cidadãos do município de Pimenta Bueno, autorizamos e delegamos por meio do voto o poder para “alguns” nos representarem no decorrer de quatro anos.

E agora que quatro anos se passaram se torna pertinente questionar: será que aqueles que nós escolhemos, nos representaram de maneira justa e estamos orgulhosos da representatividade que tivemos?

A hora é agora de avaliar e escalar conscientemente a equipe que comporá os times do Poder Executivo e Legislativo do município de Pimenta Bueno.

Como diz o ditado: “Em time que está ganhando, não se mexe”; questiona-se: o time que nós escalamos para jogar durante quatro anos foi um time que nos alegrou, atendendo realmente as necessidades da torcida composta pelos cidadãos pimentenses?

No futebol é mais fácil, pois a torcida tem um poder imenso e com gritos altíssimos demonstram de imediato a insatisfação com o jogador que não está proporcionando resultados dentro de campo; quanto aos eleitores é oportunizada a manifestação (positiva ou negativa) somente de quatro em quatro anos.

Para a torcida pimentense, demorou, mas chegou a hora! Agora é o momento de analisar com muita consciência e sabedoria e realizar a escalação de um time que proporcione a torcida dos cidadãos pimentenses muitos títulos e conquistas durante os próximos quatro anos.

Conforme dito anteriormente: “Em time que está ganhando, não se mexe”. Ao analisarmos este ditado se faz necessário observar se os representantes das equipes que formam o Poder Executivo e o Poder Legislativo do Município de Pimenta Bueno exerceram com competência e responsabilidade a representação que lhes foi delegada por meio do voto. Se assim procederam, devem permanecer! Caso contrário, o momento da substituição é agora.

Atualmente podemos contemplar a existência de jogadores que estão aguardando a oportunidade para fazer a diferença, visando atender as necessidades, as expectativas e os anseios da torcida composta pelos cidadãos pimentenses.

Um lembrete à torcida pimentense: a permanência de um jogador ou a substituição deste está em suas mãos. Acredito que a torcida dos cidadãos pimentenses é composta por cidadãos esclarecidos e observadores, os quais certamente estão preparados para tomar tal decisão com sabedoria e discernimento.

Uma questão que não quer calar: Se “em time que está ganhando, não se mexe”, será que o time atual está nos representando como deveria? Portanto como diz o Capitão Nascimento: “A hora é agora!”.

16 de jun de 2012

Opinião: Omégeni Ramos




II FICOP

A II FICOP – Feira Industrial e Comercial de Pimenta Bueno realizada nos últimos dias 07,08 e 09 de Junho do corrente ano marcou a história do Município.

O evento destacou empresas do município, bem como, municípios circunvizinhos.   A II FICOP teve como focos principais: o Pólo de Indústrias de Confecções, Pólo Cerâmico, setor da Pecuária, o artesanato local, a distribuidora de água mineral, a piscicultura, a empresa montadora e fabricante de bicicletas e dentre outros ramos que demonstram o potencial e as riquezas locais.

Várias atrações também abrilhantaram o evento que foi elogiado por todos que prestigiaram. Parabéns aos organizadores, empresários e ao público que prestigiou.

POLITICA 2012

“Balão de ensaio” é o que ocorre antes das convenções que acontecerão, todas antes do final deste mês de Junho de 2012, pois até então são articulações e mais articulações para decidirem quem será majoritário para assim definirem as alianças que serão firmadas.

Obras – 01

 “Aos tratores e barrancos” a obra de pavimentação asfáltica que era para ser entregue no mês de novembro do ano de 2009 está sendo concluída no bairro Vila Nova, mas como diz o ditado: “Antes tarde do que nunca”. Refiro-me aos tratores, pois as máquinas operadas pelos profissionais da empresa Dalla Valle estão trabalhando na execução, mas os barrancos ficam por conta da competência da administração municipal, as marcas estão para quem quiser ver na esquina da Rua José Bonifácio com Avenida Guararapes.

Obras – 02

Nem mesmo os mais de R$ 250.000,00 (duzentos e cinquenta mil reais), juntando com contrapartida do município e mais alguns empenhos que foram aprovados pela câmara de vereadores, totalizando mais de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), foram suficientes para inaugurar a famosa CAPELA, local construído para velar defunto.

O Termo de Ajuste de Conduta – TAC, firmado entre o Ministério Público e a Câmara Municipal de Pimenta Bueno, proibindo velórios no prédio sede do legislativo e multa de vinte salários mínimos por cada corpo velado não intimidou os responsáveis pela conclusão da CAPELA. Será que inaugura esse ano? Sei não em!
  
Obras – 03

Todas as obras que eu venho relatando no meu blog estão na mesma situação, exceto a do bairro Vila Nova que está sendo executada, diante de tudo isso me calo no momento por estar envergonhado.

Taxa de Energia elétrica
  
Considero abusivo o aumento da taxa de energia elétrica que foi cobrada referente ao mês de Junho de 2012 em Pimenta Bueno. A população não recebeu sequer um informativo, em rádio, televisão, site ou qualquer outro tipo de veículo de comunicação sobre o que estava acontecendo nos bastidores.

Anteriormente a empresa dos Correios era responsável por fazer a leitura dos relógios em padrões de energia nas residências, porém possível troca de empresa ocasionou procedimento de entrega de talões com valores calculados por média.

Em alguns casos a taxa chegou a ultrapassar 80% acima do valor normal, outros chegaram a receber dois talões seguidos do mesmo mês. A única informação que tenho é que esses valores são resíduos que estão sendo cobrados dos meses que não foram feitas as leituras.

Mas ai eu pergunto: por acaso a culpa é do povo? Parece que sim, pois é o povo que está pagando essas taxas que na minha humilde opinião é abusiva, uma vez que muita gente não dispõe de tal quantia cobrada no mês referido.

Digo mais uma vez, não fomos comunicados sobre o que estaria acontecendo nos bastidores e muito menos que valores seriam cobrados acima do valor considerado como média.

Abordei no texto sobre as taxas de energia elétrica, pois a comunidade pimentense ficou assustada, não sabendo os motivos dos valores acima do normal, mas no último dia 14, foi publicada nota no portal G1 que informa:

“A empresa distribuidora de energia elétrica em Rondônia, a Eletrobrás, reconhece erro na fatura de contas de energia dos consumidores e falha na entrega dos boletos. Mudança de empresa responsável pela leitura dos medidores é o motivo para os problemas, segundo o diretor de operações da Eletrobrás Distribuição Rondônia, Luiz Marcelo. O diretor afirma que há falhas de leitura do consumo causada pela inexperiência de funcionários recém-contratados.”

O diretor também esclarece que no caso de serem detectados erros de valores, em nenhum momento o consumidor irá levar prejuízos. Se ele pagou, com toda certeza na próxima fatura haverá descontos relativos ao que foi pago a mais, no mês anterior.

Atendendo ao pedido dos meus leitores fies estarei colocando menos caracteres no texto para que possam efetuar uma leitura completa das informações.



(Omégeni Ramos)

4 de jun de 2012

Trate-me por aparência e te digo quem sou através dos meus textos

Àquele que a carapuça servir, que faça bom uso!

Caro leitor:

Na sociedade é claramente perceptível o fato do quanto o ser humano é “preconceituoso”, observando que muitos ainda tratam o seu próximo pela aparência.

Digo isso por experiência própria, pois durante essas últimas semanas eu venho escrevendo vários textos visando possibilitar ao cidadão pimentense acesso a informação que proporcione reflexão e atitude diante dos relatos apresentados.  Infelizmente este objetivo tem sido quase impossível de se alcançar, já que promover mudanças na capacidade de percepção das pessoas para que não se corrompam nesse período eleitoral é um trabalho árduo de conscientização para a transformação de uma prática (quase cultural) corruptiva.

Importa-nos recordar ao leitor cidadão que é justamente nesse período de eleição que o mandato (poder) volta para as mãos do eleitor, o qual escolherá os seus representantes.

Entristeceu-me nesta semana alguns comentários acerca do que tenho escrito, os quais deixaram transparecer que não seria eu o autor dos textos que posto em meu Blog.

Fato infeliz é este de saber que “algumas” pessoas ainda tratam as outras pela aparência.

Para alguns, uma pessoa só é considerada “capacitada” caso venha a ocupar uma posição (status) diferenciada (mais elevada) na sociedade; ou ainda ter um grau de escolaridade avançado e superior, ou pertencer à alta classe, ter carrão, andar sempre bem vestido e possuir uma diversidade da outras características fúteis que a diferenciem das demais pessoas de alguma forma. É essa a realidade!

Esse texto que apresento, contém uma quantidade menor de caracteres, considerando o fato de “algumas” pessoas que tratam as outras pela aparência podem ser adjetivas como preguiçosas, pois como não se proporcionam a oportunidade e a experiência de conhecer a essência das outras pessoas, tampouco se preocuparão em ler e refletir minuciosamente o que agora exponho.

Outro fato significativo e considerável: se eu expuser, em forma de texto, tudo que estou com vontade de dizer,  posso me deixar levar pela emoção e acabar sendo indelicado.

Se eu fosse escrever simplesmente com a emoção e com toda liberdade de expressão, usaria outros tipos de palavras menos cultas, mas é sempre necessário nos recordarmos que: “não façamos ou desejamos ao outro o que não queremos para nós mesmos”. Mas que da vontade de extrapolar é imensa, devo admitir que é.

Aproveito a oportunidade para expressar agradecimentos sinceros, a você leitor e afirmo que sou um simples ser humano imperfeito, mas que tem o dom de escrever como qualquer outro, pois é muito fácil, você só precisa expor o que pensa através de palavras, frases, textos.

Escrever é uma arte! E como toda arte, a prática nos proporciona atingir o limiar da perfeição.

Esclareço que os outros textos escritos anteriormente devem ser considerados como “fáceis”, pois quando abordamos um tema com pleno conhecimento do assunto, a dissertação flui naturalmente.

Um recado àqueles que vivem no universo das aparências tão somente: lamento informar ser lastimável a sua pobreza mental! Mas há esperanças! Atreva-se a sair de sua zona de comodismo, mediocridade e hipocrisia, buscando a essência de tudo e as “coisas do Alto”.

Como você fará isso? Comece com o exercício da boa vontade, muita observação, um pouco de leitura e exercite também a sua capacidade de empatia que certamente está atrofiada!

Lembre-se: Basta querer!

Conselho do dia: Jamais subestime a capacidade do seu próximo em virtude do chinelo sujo que ele usa, por andar a pé, por não ter nível de escolaridade superior, por não ser da alta sociedade.

Você que trata o outro pelas aparências e tem mania de viver devendo a alma para o demônio, pode ser que seu casamento seja do tipo: dormem em quartos separados, mas andam de mãos dadas pelas ruas por medo que a sociedade discrimine. Pobre de ti! Que vidinha aparentemente boa, mas profundamente infeliz.

Quanto a mim, tento fazer a minha parte, pesquisando, informando, socializando, trabalhando a conscientização da população da minha querida cidade onde nasci no dia 30 de Outubro de 1976 e resido até os dias de hoje.

Admito não ser fácil a tarefa de auxiliar as pessoas para que estas sejam esclarecidas e evitem tomar decisões erradas e principalmente não se corrompam, já que o maior prejudicado no processo da corrupção é a parte mais frágil, ou seja, o cidadão corrompido.

Expresso que finalizo este texto com uma vontade imensa de escrever tanta coisa, mas deixarei para outra ocasião. Agradeço a você por ter tirado um tempinho e dedicado à leitura desse singelo texto! Obrigado e até a próxima oportunidade com uma gotícula extra de veneno do  Escorpião.

Há! Eu já estava me esquecendo, você deve estar se perguntando: o que a foto tem haver com o texto?

Deixo por conta da sua interpretação.


Por: Omégeni Ramos